MAGNUSLEX

 

ORIENTADOR

Lei Complementar n.º 444/85

 

Forma de provimento: concurso público de provas e títulos, por:

1 - nomeação;

2 - acesso.

 

Requisitos:

1 - Licenciatura Plena em Pedagogia, com Habilitação em Orientação Educacional;

2 - ter, no mínimo, no ensino de 1.º e 2.º graus:
A - para o ingresso: 3 anos de docência e/ou de Especialista de Educação;

3 - ter, no mínimo, no Magistério Público Oficial de 1.º e 2.º graus, da Secretaria da Educação do Estado de São Paulo:
A - para o acesso: 3 anos de efetivo exercício no cargo de docente e/ou de Especialista de Educação.

 

Decretos n.º 10.623/77 e 11.625/78[Revogados]

 

As atividades de Orientação Educacional são exercidas pelo Orientador Educacional e Professores Conselheiros de Classe.

Ao Orientador Educacional compete: coordenar, orientar e controlar, no âmbito da escola, as atividades relacionadas à sua área de atuação.

 

Atribuições:

1 - participar da elaboração do Plano Escolar;

2 - elaborar a programação das atividades de sua área, mantendo-a articulada às demais programações do Núcleo de Apoio Técnico-Pe-dagógico;

3 - orientar a elaboração e execução do programa de currículo nos aspectos relativos à Orientação Educacional;

4 - controlar e avaliar a execução da programação de Orientação E-ducacional e apresentar relatório anual das atividades;

5 - colaborar nas decisões referentes ao agrupamento de alunos;

6 - assessorar os trabalhos dos Conselhos de classe e classe;

7 - desenvolver processo de aconselhamento junto aos alunos, a-brangendo conduta, estudos e orientação para o trabalho, em coope-ração com professores, família e comunidade;

8 - organizar e manter atualizado o dossiê individual do aluno e o perfil das classes;

9 - assessorar o trabalho docente:
a) acompanhando o desempenho dos professores em relação a pecu-liaridades do processo ensino-aprendizagem;
b ) acompanhando o processo de avaliação e recuperação do aluno;

10 - cooperar com o bibliotecário na orientação da leitura dos alunos;

11 - encaminhar os alunos a especialistas quando se fizer necessário;

12 - orientar o trabalho dos professores conselheiros de classe;

13 - montar e coordenar o desenvolvimento de esquema de contato permanente com a família do aluno.

 

Decreto n.º 5.586/75[Revogado]

 

Atribuições:

1 - elaborar o plano específico de Orientação Educacional;

2 - dar desenvolvimento ao processo de aconselhamento, junto aos alunos;

3 - organizar cadastros;

4 - encaminhar alunos a especialistas legalmente habilitados, quando necessário;

5 - supervisionar estágios na área de Orientação Educacional;

6 - elaborar relatórios.

 

Ver Deliberação CEE n.º 10/97,

Indicação CEE n.º 09/97,

Indicação CEE n.º 13/97 – CEM,

Parecer CEE n.º 67/98.

Parecer CEE n.º 404/2000.