MAGNUSLEX

 

CRÍTICAS AO MAGISTÉRIO

 

Críticas da Habilitação como um todo:

1 - da estrutura;

2 - da formação profissional sem condições para o exercício docente.

 

Causas:

1 - falta de uma política integrada da formação profissional;

2 - desvalorização social e profissional do Professor:
a) onde repousa o problema central da má - formação do Magistério;
b) decorrente de:
- má remuneração do seu trabalho;
- extrema falta de condições para o trabalho.

 

Tentativas de equacionamento:

1 - a 1.ª através das Indicações do CFE n.º 23/73, 68/75 e 71/76:
a) o professor, generalista da 1.ª a 4.ª séries se especializaria, ainda, no 2.º grau, em uma área de estudo para lecionar da 5.ª a 6.ª série;
b) em seguida:
- habilitar-se-á na Licenciatura curta, para lecionar uma área de estudo na 7.ª e 8.ª séries;
- completará uma Licenciatura plena, habilitando-se para lecionar disciplinas no 2.º grau;

2 - a 2.ª poderá ser revertida quando:
a) o professor tiver bom salário;
b) a profissão for valorizada socialmente.

 

Sugestões apresentadas:

1 - reformulação dos currículos;

2 - aumento de carga horária;

3 - fixação rigorosa dos conteúdos:
a) elaboração centralizada dos programas;
b) indicação de livros didáticos;

4 - reimplantação do antigo Curso Normal.

 

Solução:

Reestruturação do currículo e definição de novas normas, pelo CEE, que aperfeiçoem o funcionamento da Habilitação.

Conclusão:

Será pouco, diante do que é necessário, porque solução parcial. Mas será possível realizar aqui e agora.